Lembro-me de uma ocasião em que recebemos a visita de uma moça em casa. Naquele período, meus irmãos e eu éramos solteiros e morávamos com nossos pais. Ela trabalhava com meu irmão mais velho e minha mãe a recebeu em nossa sala. Lá havia uma planta, muito bonita que, no dia posterior, amanheceu morta. Minha mãe, apesar de não se voltar a nenhuma religião específica e sem nenhum estudo mais apurado sobre o assunto, logo concluiu que aquela mulher era uma pessoa invejosa e seu olho gordo havia atingido a pobre plantinha.

A sabedoria popular está presente em cada um de nós, com o que assimilamos de nossa cultura, com os nossos ancestrais. Eu respeito muito esse conhecimento adquirido através dos tempos. Os médicos de pés descalços, precursores da Medicina Tradicional Chinesa, as benzedeiras, os xamãs, são todos seres imbuídos desse saber sobre a nossa essência.

Meu pai, desde pequena, dizia para que não pisássemos sem sapatos em piso gelado. Algo que aprendeu com meus avós e que para a medicina ocidental não tem nenhum nexo. Porém, quando me embrenhei na medicina chinesa, deparei-me exatamente com esse contexto. Considera-se que o frio adentra o corpo instalando desarmonias. A síndrome do frio que nos acomete, provocando doenças.

 

Resultado de imagem para proteger de olho gordo

 

Deixando de lado algumas crendices que não fazem parte do conhecimento humano, adquirido em sua comunicação com a natureza e sua observação, estamos resgatando o respeito à sabedoria de nossos antepassados.

O olho gordo é a capacidade que uma pessoa tem de emanar sua energia invejosa desfavorável a outra, ao seu lar, a sua vida. Muitas pessoas não acreditam neste poder maléfico que alguém tem de interferir em seu bem-estar, pura e simplesmente. Concordo que é necessário que haja uma explicação viável.

Estamos entrelaçados, sofrendo a influência energética, uns dos outros. Isto é ponto pacífico entre os estudiosos, que compreendem a energia que está presente em todas as coisas. Einstein admitiu que toda matéria é energia condensada e a medicina oriental se baseia na manipulação energética para curar. Todas as criaturas, plantas, animais e seres humanos, são dotados de um corpo sutil, conhecido por corpo vital. Ele serve de molde ao corpo físico e toda doença tem inicio nesse corpo, sendo que os pensamentos e sentimentos nele atuam, mobilizando e influenciando.

Comunicamo-nos energeticamente na dimensão sutil e qualquer intervenção alheia que assimilamos, inicia-se no corpo vital. Quando alguém, envolvida em seus pensamentos e sentimentos negativos, devido sua frequência vibratória, entra em contato conosco, sua energia pode nos prejudicar. O olho gordo é a inveja que alguém sente, oposta ao sentimento de admiração. Não há contentamento nesse ser quando ele olha para você desse modo. Há uma inquietação, um desagrado por não ser ele quem está em sua condição, seja profissional, familiar, financeira ou amorosa.

Essa pessoa não se importa com você, ela sente um mal-estar e a energia que envia é pesada, doente. É alguém preso ao egoísmo e que sofre em seu casulo de dor. Entretanto, se você abre as portas de sua casa para ela, a desarmonia que a acompanha, como lama que escorre, pode respingar em você.

A inveja é uma energia invasiva, que lança um olhar de cobiça venenoso. Não podemos negar a existência do olho gordo, mas ele pode ser transformado. Em seu lugar, a admiração é o olhar contemplativo. Pode-se sentir admiração por alguém, fazendo de seu exemplo um caminho que se objetiva seguir para si.

Olho gordo existe sim, porém, não é necessário que nos preocupemos demasiadamente com ele. Basta que estejamos na energia do amor, da confiança no bem, que nos fornece a proteção contra os invejosos. É uma questão de sintonia vibratória. Estamos imunes quando não nos sintonizamos com a energia destrutiva da inveja.

 

 

Quando abolimos de nossa vida algumas crenças, ao mesmo tempo, elas se dissolvem de nossa realidade. Quem vive achando que os outros o invejam e colocam olho gordo em tudo que lhe pertence, é uma pessoa muito apegada a si mesma, é egoísta. Nessa vibração de egoísmo ela se coloca vulnerável e se sintoniza com o que teme. Então, apesar de sabermos que o olho gordo é real, em nossa vida essa realidade pode passar longe!

EMAIL
https://www.facebook.com/odiariodeumapaixaooficial/
https://www.facebook.com/odiariodeumapaixaooficial/
https://www.instagram.com/odiariodeumapaixao/